29 de nov de 2011

Mitologia

Comecinho da manhã, antes das 6 horas, e o Pelelê acorda a mamãe.

- Mã, mã, acorda!

- Hmmm.

- Acorda, mã!

- O que é, filho?

- Cadê meu livro dos monstros mitológicos???

Mamãe levanta e faz uma verdadeira expedição na estante até encontrar o livro e voltar para a cama.

Passa um tempinho, e o Pelelê volta:

- Mã, mã!

- Oi, filho!

- Mã, o que é "inclusive"??

Mamãe respira fundo, abre os olhos, desiste de dormir mais um pouquinho e explica:

- Inclusive significa fazer parte, estar dentro. Entende, filho?

- Não.

- Vou dar um exemplo: aqui nesta casa todos gostam de ler. Papai, mamãe, in-clu-si-ve você. Entende agora?

- Então quer dizer que o Minotauro vai ser derrotado?

- Como, Pê?

- Aqui no meu livro está dizendo que "a capa vence todos os monstros mitológicos, inclusive o Minotauro". Então "inclusive" quer dizer que ele "também" vai ser derrotado?

- Isso, filho.

- Que droga, eu pensava que era o contrário!

11 de nov de 2011

Periguete

Mamãe está dando banho no Pelelê e ele pergunta:

- Mã, o que é uma periguete?

- Periguete? Humm, periguete, filho, são moças que gostam de andar de saias bem curtinhas, shortinho mostrando um pouco do bumbum, de barriga de fora, com as unhas bem grandes e pintadas com umas cores chamativas. E elas gostam também de andar muito bronzeadas, com marquinha de biquíni, e de colocar silicone para ficar com peitão e usar roupa bem decotada.

- E elas fazem isso tudo para quê, mã?

- Ah, filho, para se oferecer para os homens, para arrumar namorado...

- E tem quem queira?

Lanchinho

Tarde de domingo e o Pelelê chega afobado no quarto:

- Mamãe, que tal fazer uma pipoca retrô?

- O quê, filho?

- Pipoca retrô, mamãe. Pipoca de verdade, sem ser de micro-ondas.

10 de nov de 2011

Brincadeira

Pelelê me chama para brincar.

- Filho, eu não sei jogar xadrez, não. Só damas.

- Ah, mãe, é fácil! Só mudam os movimentos. Eu te ensino!

8 de nov de 2011

Café da manhã

Mamãe e papai estão muito apressados e colocam correndo a mesa para o café da manhã : pão, iogurte, café e melão.

Pelelê olha para a mesa e dispara:

- Café da manhã frugal, hein?

Dali a pouco, Pelelê vai à cozinha e volta resmungando:

- Aff, nessa casa, até a higiene é frugal!

- Como é que é, filho?, indaga a mamãe, indignada.

- Até a higiene nesta casa é frugal, mamãe! Nem guardanapo tem mais aqui.

Bilhetinho

Pelelê não gosta de um comentário da professora na escola e reage de forma mal-educada.
Papai briga com o Pelelê e diz que ele terá de pedir desculpas à professora.
Pelelê diz que não, e a mamãe sugere que se ele não se sentir à vontade pra falar sobre isso com a professora, pode escrever um bilhetinho por ter sido mal-educado.
No outro dia, antes de ir para a escola, Pelelê escreve:

“Professora:
Me desculpe por ontem.
Eu fui muito infantil.”

27 de set de 2011

Criação do mundo

- Mã, quem criou o mundo?

- Deus.

- E o Universo?

- Deus também, filho.

- Mã, segundo a história científica, o mundo foi criado pelo Big Bang.

- Filho, ainda acho que foi Deus quem criou o mundo.

- Mã, pela história científica, TODOS dizem que foi o Big Bang quem criou o mundo e o Universo, entende?

- Sim, filho. Mas você já pensou que Deus foi quem criou o Big Bang?

- Hummmm. É uma coisa para se pensar...

14 de set de 2011

Comportamento

_ Mamãe, eu posso ir para a Noite do Pijama no Yázigi?

- Depende do seu comportamento até lá, Pê.

- Eu não posso ser apenas neutro, mã?

- O que você quer dizer com neutro, filho?

- Meio bom e meio mau, mamãe. Posso?

25 de ago de 2011

Experiência

Mamãe pergunta ao Pelelê como foi o dia na escola e ele faz uma cara de insatisfação.

- Pê, o que houve? Não foi bom na escola hoje?

- Mã, eu tenho muito conhecimento para compartilhar, mas as pessoas não querem me ouvir.

31 de jul de 2011

Tempo

Mamãe está passeando na internet, e Pelelê fica aperreando pela sua vez. Ela pede mais 15 minutinhos. O prazo expira e Pelelê fica na cola, dizendo que já passou da hora.

- Mã, seu tempo acabou!

- Ah, isso não é justo, filho!

- O que não é justo é cueca de velho!

17 de jul de 2011

Quarentonas

- Mamãe, lembra quando eu falei que todas as mulheres de 40 anos são gordas?

- Hum, hum.

- Pois é. Eu só estava sendo sarcástico!

Lição

A noite está bem fria e mamãe está vendo televisão toda enrolada em um edredon. Pelelê chega e pede para trocar de coberta com a mamãe:

- Mã, eu quero dormir com o seu edredon. Gosto mais dele.

- Mas filho, esse é meu!

- Eu sei, mamãe! Mas o seu edredon esquenta mais que o meu, entende?

- Ah, Pê, mas o meu é cheio de flores! É de menina! Fica com o seu, que é xadrez, tão lindo, e é para meninos, viu?

- Mã, parece que você não entende! Você já sabe que as cores e as coisas não saem por aí falando: “Eu só só para meninos! Eu sou só para meninas!”

8 de jul de 2011

Monopólio

Papai está lendo umas notícias na internet e resolve comentar com o Pelelê:

- Pê, sabia que a Gol comprou a Webjet?

- Não, nem entendo nada disso.

- Filho, Gol e Webjet são duas empresas de aviação.

- Sim, e daí, papai?

- Daí que agora duas empresas vão funcionar como se fossem uma só. Com isso, diminui a concorrência no mercado e essa empresa pode cobrar da gente o preço que ela quiser. Pode até colocar um preço alto. Você sabe qual o nome disso, filho? - pergunta o papai, já pensando em dar uma aula sobre monopólio.

- Sei, responde o Pelelê. Sacanagem.

30 de jun de 2011

Elogio

Mamãe toma banho, passa uns cremes no corpo e deita na cama para ler um livro. Passa um tempinho e o Pelelê chega pedindo um abraço.

- Mã, que cheiro delicioso! Você está muito cheirosa!

- É mesmo, filho?

- É sim, mamãe! Sabe, você deixaria até um cachorro babando!

Futuro

Mamãe está se arrumando na frente do espelho e Pelelê fica só observando.

Um tempinho depois, ele se sai com essa:

- Mã, daqui a três anos você vai estar gorda, sabia?

- Gorda? Por quê, filho?

- Mã, toda mulher que chega aos 40 anos fica gorda. E você já tem 37 anos. Então...

Playback

Mamãe está navegando na internet e Pelelê começa a puxar assunto:

- Mã, você acha que as pessoas gostam de playback?

- Acho que não, filho.

- Por quê? É porque é uma trapaça? As pessoas se sentem enganadas, é?

- Acho que sim. Elas vão para um show e querem ver um artista cantando de verdade e não uma gravação.

- Mã, eu acho outra coisa. Eu acho que playback é para os cantores não ficarem roucos, para não cansarem as cordas vocais, sabe?

14 de jun de 2011

Semana de provas

Pelelê precisa estudar para as provas da escola, mas só quer saber de brincar.

Mamãe reclama e diz que ele precisa ler os livros e refazer as tarefas, senão vai tirar nota baixa.

- Mã, sabe que eu não vou mais estudar para prova nenhuma?

- Por que, Pê?

- Mã, a gente estuda, estuda e nunca cai na prova o que a gente estudou, sabia? Não adianta nada, entende?

2 de mai de 2011

Coca-Cola II

Pelelê continua querendo saber a fórmula secreta da Coca-Cola. Uma hora e outra volta ao assunto com a mamãe.

- Mã, e se o prefeito mandar contar a fórmula?

- Não pode, filho.

- E o presidente?

- Também não.

- E o governador do mundo?

- O mundo não tem governador, filho. As cidades têm prefeitos. Os Estados, governadores, e os países, presidentes ou reis. E só.

- Quer dizer que ninguém manda no mundo?!

Coca-Cola I

Pelelê está intrigado porque a Coca-Cola tem uma fórmula secreta. Ele não consegue entender como ninguém ainda a descobriu.

- Mã, e se alguém obrigar o dono da fábrica a falar a fórmula?

- A gente não pode fazer isso, filho.

- Nem a presidente Dilma?

Livro

Pelelê chega perto da mamãe e diz que vai escrever um livro.

- Que legal, filho!

- É, e eu já tenho até o nome!

- Qual?

- "As Dificuldades de Gabi". É sobre uma menininha da minha turma que ainda não escreve direito, nem sabe ler, entende?

- Sim, e você já começou a escrever o livro, filho?

- Ainda não, estou pensando em como vou começar.

- Hummm, que tal mamãe ajudar? Você pode começar assim: "Era uma vez uma linda menina chamada Gabi..."

- Mã, isso é literatura infantil! O meu livro é para adultos.

Pais

Mamãe e Pelelê assistem a um desenho animado na TV.

Quando acaba o programa, mamãe comenta:

- Filho, os pais de Phineas & Ferb são legais, né?

- São! Muito!

- E os seus?

- Também. Quer dizer, menos você!

Bilhete

Pelelê está estudando para uma prova de Português com a mamãe, mas quer fazer mil coisas ao mesmo tempo e não se concentra em nada.

Mamãe está explicando o que é bilhete e pede que o filho dê um exemplo. Depois de muito trabalho e sem grandes avanços, mamãe perde a paciência:

- Pê, você quer que eu seja igual a uma mãe chinesa, é? Você quer ficar sem videogame, sem televisão, sem computador e só estudar, é? Vai, me mostra logo se você sabe o que é um bilhete ou não!

Pelelê olha para a mamãe furioso, pega a folha de papel com raiva e segue para o quarto, bufando! Dali a pouco, volta e joga a folha de papel na mesa, com um bilhete pronto:

"Mamãe:

Você é muito chata, mas mesmo desse jeito eu te amo.

Assinado,

Pedro"

7 de abr de 2011

Computador

Papai e mamãe decidem colocar um programa que filtra conteúdo para crianças na internet.

Dias depois, o Pelelê procura o papai na hora do jantar:

- Pá, estou com um problema.

- O que é, filho?

- Aquele programa que você colocou no computador não me deixa entrar no Mercado Livre, e eu preciso entrar lá para vender minha impressora, que já está um pouco velha.

6 de abr de 2011

Ioga

Mamãe está passando uma roupa, enquanto o Pelelê brinca no computador. Sem tirar o olho da tela, ele pergunta:

- Mã, você gosta de ioga?

- Hummm, não sei, filho.

- Mã, os cientistas dizem que a ioga fortalece a carcaça!

- Como assim?

- Mã, a ioga fortalece a carcaça e aprimora a mente. É o que eu sei.

- Filho, onde você aprendeu isso?

- No Google, mamãe.

- No Google? E por que você foi procurar saber sobre ioga no Google, Pê?

- Mã, eu estava brincando com um jogo de perguntas. Tinha uma que era sobre o que os cientistas diziam sobre a ioga. Como eu não sabia, fui procurar no Google, entende?

- Hmmm, e o que você encontrou, filho?

- Eu pesquisei no Google e achei assim: A ioga, bla bla bla bla bla... ajuda a fortalecer a carcaça.

4 de abr de 2011

Palavras

Pelelê está com uma mania horrível e toda hora descobre um motivo para falar uma expressão que a mamãe detesta:

- Ai, meus ovos! Ai, meus ovos!

Mamãe perde a paciência e reclama com o filhote:

- Pê, deixa de falar isso! É muito feio!

Dali a pouco, Pelelê esbarra no sofá e fala de novo:

- Ai, meus ovos!

Mamãe olha com cara feia e esbraveja:

- Que coisa feia, Pê! Para com isso! Deixa de ficar falando essa palavra!

Pelelê olha desconfiado e tenta salvar a situação:

- Ai, meus testículos!

Dia de sol

A família está de bobeira na praia.

Mamãe, Pelelê e um amiguinho brincam com um bote inflável. De repente, vem uma onda grande e mamãe leva um tremendo caldo!

- Filho, essa onda acabou comigo! Veja só, arranhei os joelhos, a perna, estou toda machucada. Me lasquei todinha.

- Todinha mesmo?

- Toda, toda.

- Até a vagina?

22 de fev de 2011

Muita ciência

Mamãe está fazendo umas pesquisas na internet, enquanto Pelelê brinca no playstation.

Dali a um tempinho, ela escuta o filhote dizendo umas frases estranhas, bem rápido, mas não entende o que ele fala e resolve prestar mais atenção na brincadeira.

Pulando no meio da sala, Pelelê aciona vários comandos do videogame enquanto grita:

- Ácido desoxirribonucléico! Ácido desoxirribonucléico! Ácido desoxirribonucléico! Ácido desoxirribonucléico!

Sem entender nada, mamãe pergunta:

- Pê, o que é isso?

- Ácido desoxirribonucléico? DNA, mamãe! Você não sabe?

18 de fev de 2011

Má vontade

Pelelê está com toda a má vontade do mundo para fazer uma tarefa da escola. Precisa escrever um texto, mas fica só na enrolação. Mamãe o orienta, mas a preguiça é grande. Ele começa a escrever com a letra horrível, e mamãe apaga tudo:

- Filho, quando alguém faz algo mal feito, precisa refazer tudo. Isso gera retrabalho. Você pode fazer isso muito melhor. Olha só: quando algum repórter faz um texto ruim no jornal, mamãe sempre diz que ele pode mais, que ele tem talento para fazer melhor blá, blá blá blá.

- E quando ele NÃO quer fazer melhor?

- Aí o jeito é arrumar outro repórter, né, filho?

- Mamãe, eu não quero fazer essa tarefa melhor. Pode arranjar outro Pedro!

11 de fev de 2011

Manchete

Hora do almoço, e mamãe comenta um erro absurdo que saiu no jornal:

"Temporal mata 378 mortos"

Atento à conversa dos pais, Pelelê pergunta rápido:

- E nessa cidade só havia zumbis?

Defendendo tese

Mamãe confere a lancheira do Pelelê e descobre que ainda tem merenda do dia anterior.

- Pê, por que você não comeu a maçã?

- Ah, mã, você conhece o parquinho da escola, né? Você viu que lá tem muita areia? Então, as crianças da minha escola sempre gostam de correr na hora do recreio e, se eu fosse comer a maçã, alguma criança poderia esbarrar no meu braço, e a maçã ia cair no chão e estragar toda. Entende agora porque eu não comi?