30 de mar de 2009

Jesus

No caminho para casa, o Pelelê pergunta a mamãe:

- Mainha, Jesus ainda está aqui?

- Filho, ele morreu, ressuscitou, que é viver de novo...

_ Eu sei, ele tinha poderes, né?

- Isso, ele tinha e tem poderes, e agora está no céu.

- Mas, ele está aqui, de novo?

- Ele está no céu, mas também dentro do coração da gente, o tempo todo, cuidando da gente.

- Mamãe, se ele está no coração da gente, por que ele deixa a gente cair?

- Cair?

- Sim, mamãe, cair no chão. Se ele está no coração, pra cuidar da gente, por que a gente cai?

Felicidade

Pelelê está muito contente com um jogo que acabou de encontrar no computador.

A felicidade é tamanha que ele vai falar da sua empolgação para o pai.

- Papai, eu estou tão feliz, que seria capaz de vomitar todos os meus ossos pelos olhos!

Tesouro

Pelelê participa de uma programação do Dia da Família, na escola.

Na volta, mamãe começa a perguntar do que ele gostou mais, do que não achou legal etc.

_ E a caça ao tesouro, foi boa?

- Foi, mas não gostei do tesouro.

- Por quê?

- O tesouro não era US$ 100 milhões! Era só "Bis".

- Mas "Bis" é bom. Você gosta de chocolate...

- Mamãe, "Bis" deixa a criança com o cocô duro.

25 de mar de 2009

Dia de sol

Mamãe e o Pelelê caminham pela rua, num dia de muito calor.

Num dado momento, cansado, o Pelelê fala:

- Mamãe, como está quente! Estou me sentindo um frango assado!

23 de mar de 2009

Clássico

Pelelê está aprendendo a identificar algumas sílabas na escola.

Bem na base do "um B com A, be-a-bá", ele começa a ler os produtos que estão na mesa, na hora do café da manhã:

- V-i VI, ta TA: requeijão!!!

22 de mar de 2009

Casa nova

A família está a caminho de um encontro com o arquiteto.

Empolgado, o Pelelê diz que quer um campo de golfe, uma quadra de basquete e uma piscina na casa que irão construir.

_ Mamãe, sabe também o que eu quero na minha casa? Um parque temático!

_ Ahn?

_ Um parque temático de monstros!

_ Sei.

_ Mamãe, sabe porque o nome é temático?

- Não.

- Porque a pessoa treme de medo!

Publicidade IV

Pelelê e mamãe estão no Centro da cidade, a caminho do Shopping Tambiá.

_ Mainha, as Lojas Americanas ficam na Ri Happy?

_ Não, filho.

_ Mainha, quando a gente sair das Lojas Americanas pode passar na Ri Happy?

_ Não sei se vai dar, filho.

_ Mainha, na Ri Happy tem brinquedos imperdíveis!

_ Hum hum.

_ Mainha, são IM-PER-DÍ-VEIS!!!

_ Sei...

_ Mainha, na Ri Happy tem até Barbie imperdível!

Publicidade III

Mamãe está lendo no quarto e é surpreendida pelo Pelelê!

_ Mainha, no meu lanche você tem que colocar Toddy, porque Toddy " é o sabor da verdade!"

Publicidade II

O Pelelê chega correndo na sala e fala todo empolgado:

_ Mamãe, eu quero estudar inglês no CCAA!

_ Você vai estudar inglês, filho, mas no Yázigi, a escola do seu tio.

_ Não, mamãe, eu quero no CCAA! Lá a criança aprende e não esquece nunca!

_ No Yázigi também, filho.

_ Mamãe, no CCAA até o cachorro não esquece a hora de fazer xixi no poste!

Publicidade I

Pelelê está vendo desenhos na televisão e, de repente, corre esbaforido para a mamãe:

_ Mainha, você compra um suquinho de 'Lucas e as Formigas' pra mim?

_Eu nem sabia sabia que existia esse suco, filho...

_ Mainha, você compra e a gente vai ganhar 10 "casas próprias"! Mainha, são 10 "casas próprias"! Você compra, mainha?

20 de mar de 2009

Futuro

Mamãe está explicando ao Pelelê o que é passado, presente e futuro.

Ele pensa um pouco e pergunta:

- Mamãe, no futuro das pessoas mortas, você vai estar viva?

- Não entendi, filho.

- Mamãe, no futuro das pessoas mortas! Com carros voando no céu! Você vai estar viva?

- Hum, acho que não, filho.

O Pelelê faz beicinho e cara de quem vai chorar e eu corrijo a resposta:

- Acho que vou estar viva sim, Pê, não chora!

- Hum, e eu também?

- Claro, filho!

- Que legal! Vou ver os carros voando no céu! Mas papai não...

- Por quê, filho?

- Porque ele é velhinho. E no futuro das pessoas mortas, ele já vai estar morto!

Visão

Viajando no carro, o Pelelê faz um pedido ao papai:

- Me dá essa caixinha azul.

- Não filho, é para guardar os meus óculos de sol.

- Eu sei, quero guardar o meu.

- Mas, filho, e meus óculos, guardo onde?

- Coloca nos olhos, papai.

Declaração

Logo cedo da manhã, o Pelelê me presenteia com uma inusitada declaração de amor:

- Mamãe, te amo, você é uma Ferrari!

13 de mar de 2009

Filhos

O Pelelê chega para a mamãe e fala:

- Quero cinco irmãozinhos!

- Pê, mas cinco irmãos não dá. São muitos filhos!

- Mãe, eu quero cinco irmãos e todos vão se chamar Pedro de Oliveira Lúcio Carneiro!

- Pê, não dá mesmo! Já pensou a confusão que seria! Cinco irmãos e ainda mais com os nomes iguais! Imagine na hora de chamar para tomar banho, almoçar...

- Que nada! Chama assim: - Pedrooooos! Hora de almoçar!

12 de mar de 2009

Impaciência

Pelelê está brincando no computador com o papai.

Com a demora para carregar os jogos, ele começa a ficar impaciente:

- Abre logo! Abre logo!

O papai tenta acalmá-lo e argumenta:

- Filho, não fica assim, às vezes demora mesmo.

- Papai, os lobos se estressam rápido, e eu sou um lobo, não sabia?

Desenhos

Mais uma vez, o Pelelê quer assistir a desenhos animados no Cartoon Network.

Mamãe não gosta do que está passando e tenta convencê-lo a mudar de canal :

_ Filho, que tal a gente ver algo no Discovery Kids? Está passando um desenho educativo ótimo!

_ Não gosto.

_ Mas filho, é tão bom!

_ Mamãe, desenho educativo não mostra lutas, e eu preciso aprender a lutar!

3 de mar de 2009

Lápis

Mamãe arruma a mochila do Pelelê e encontra todos os lápis e borrachas mordidos.

_ Pê, por que você está fazendo isso? Olha como estão feios!

_ É porque meus dentes estão nervosos, mamãe!

Subserviência

Mamãe está colocando o Pelelê para dormir, já tarde da noite.

Ele diz que está com sede e pede um copo d' água.

Quando o papai sai do quarto em direção à cozinha, o Pelelê se aproxima da mamãe e cochicha:

_ Ele faz tudo o que a gente quer, né?

_ É porque ele é o nosso amor - meu e seu, Pê.

- Que nada, é porque ele é nosso escravo!

2 de mar de 2009

Raiva

Mamãe está impaciente com o Pelelê. Mais uma vez, ele dá trabalho, muito trabalho para almoçar.
Mamãe começa a se chatear e fala:
- Pê, você está me deixando com raiva. Olha só, daqui a pouco eu viro a mamãe Hulk!
Pelelê olha, não se abala e tampouco diz alguma coisa.
Mamãe insiste:
- Filho, é verdade. Estou virando a mamãe Hulk. Veja meus olhos, já estão ficando verdes!
Tranquilo, o Pelelê olha e responde:
- Estão não. Ninguém consegue virar o Hulk tão rápido. Nem mesmo você, mamãe.